Melhores passeios em Ilha Grande.

Ilha Grande é um dos principais destinos no estado do Rio de Janeiro. Paradisíaca, cheio de praias e visuais deslumbrantes, todo mundo quer conhecer suas águas transparentes de perto e aproveitar os melhores passeios.

“Mas quais passeios eu devo fazer?” 

A Ilha é enorme, e nem sempre os turistas estão com tempo para conhecê-la inteira. Acredite, um final de semana não é nem de longe suficiente. Além disso, muita gente não conhece todas as opções disponíveis.

Por isso, listamos para você os melhores passeios de lancha em Ilha Grande para você decidir qual tem mais a sua cara.

Conheça as principais praias da Ilha Grande

Atenção: Não esqueça o protetor solar, máquina fotográfica, protetor de celular, toalha ou canga, óculos solar e cuidado com os chapéus, eles sempre voam, rs.

Por favor: Não jogue a sua comida para os peixes, você consegue comprar comida de peixe em vários locais próximos ao embarque do seu passeio.

Como navegamos na região de mar aberto e o nosso intuito é a sua diversão, não sairemos para os passeios com o “mar alto”, termo utilizado para quando o mar em Ilha Grande está mais revolto e com ondas, dificultando o desembarque nas praias. Na lancha você terá água mineral e um recipiente com gelo que poderá guardar sua bebida de preferência. Na Parnaioca e no Aventureiro você pode comprar bebidas e comidas, mas o pagamento é no dinheiro. Na parada para o almoço é possível pagamento em cartão, mas lembre- se sempre: estamos em uma Ilha, sempre leve uma graninha.

As paradas são de 40 a 50 minutos, podendo ser alteradas ou canceladas de acordo com as informações passadas ao marinheiro pela capitania dos portos.

Volta Ilha

Nesse passeio você dará literalmente a volta na Ilha, iniciando pela parte sul e retornando pela parte Oeste, é o único passeio que você avistará as praias da Reserva Biológica Estadual da Praia do Sul e poderá permanecer por alguns minutos na praia do Aventureiro e Meros, que fazem parte da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Aventureiro, anteriormente o Parque Estadual Marinho Aventureiro.

Ele é realizado em Lancha e a saída tem previsão para as 9:30 da manhã. O Volta a ilha é o maior entre os passeios em Ilha Grande e não aconselhamos para quem vai embora no mesmo dia. Você só retornará no final da tarde, ficando bem justo para sair da Ilha no último barco, ás 18:30.

Vamos conhecer as paradas?!

1º ParadaPraia do Caxadaço

 É uma prainha deserta rodeada de imensas rochas formando uma piscina natural. Esconderijo dos piratas, a praia não é vista por quem não conhece a região, sendo uma verdadeira surpresa aos turistas quando avistam a charmosa praia de água azul e areia branquinha.

caxadaço
(Praia do Caxadaço | Foto: Banco de imagens)

 

2 º Parada Parnaioca

Nome com significado em tupi-guarani “abrigo do mar”.

É uma praia oceânica de 1 km de extensão abrigada em uma pequena enseada, rodeada por um lindo relevo de vales e montanhas.

parnaioca
(Parnaioca | Foto: Banco de imagens)

Lá você encontra um largo rio que deságua na praia formando uma grande piscina natural e uma trilha que beira o rio te leva a várias cachoeiras. Mas, se você quiser conhecer, peça autorização ao marinheiro, controle muito bem o tempo e não fuja da rota.

Tem uma igrejinha do Sagrado coração de Jesus ao lado de um pequeno cemitério, na beira da praia, o Rio fica a esquerda da igreja, à direita, têm alguns campings onde você pode comprar uma bebida e petisco. Aproveite muito a Parnaioca, esse é um dos melhores passeios da Ilha!

3º ParadaAventureiro

 É uma linda praia com 600m de extensão, onde está o famoso coqueiro deitado. 

aventureiro
(Praia do Aventureiro | Foto: Banco de imagens)

 

É em Aventureiro que vive o “povo do mar”, dizem na Ilha que quem encara o mar do Aventureiro, encara qualquer mar, lá se vê pescador cortando onda de canoa.

Atenção: Caso você se apaixone e queira voltar, alguns moradores alugam quartos, espaço para acampar e servem prato feito.

Acredite, isso é mais comum do que você imagina.

Obs: O pôr do sol no Aventureiro é maravilhoso, e só quem se hospeda lá tem esse privilégio.

4º ParadaPraia dos Meros

DCIM101GOPROGOPR4679.
(Praia do Meros | Foto: Reprodução Monique Renne)

 A praia é privada, por isso o turista só pode usar a área da areia. A casa administrava uma fazenda marinha de Vieiras, que hospedava estagiários de todo o Brasil. Hoje, a fazenda marinha está no fundo e é um paraíso para os amantes da prática de snorkeling.

Provavelmente você verá um “moço” andando por lá, o nome dele é Celinho e ele gosta muito de conversar, se você quer saber um pouco mais da Ilha, ele te ensinará muito.

5 º Parada

Por último, temos a parada para o almoço, que é por volta das 04:30 da tarde. Por isso, aconselhamos levar alguma coisa para comer, ou uma graninha para comer na Parnaioca ou Aventureiro, para ficar com o buchinho cheio.

Meia volta

Nesse passeio você conhecerá a parte norte da Ilha. Entre os passeios da Ilha é o mais aconselhado para crianças, idosos e quem mais desejar descansar durante o percurso. Navegamos por uma região de mar calmo e perfeita para avistar vida marinha das mais variadas espécies.

Ele é realizado em Lancha e a saída tem previsão para as 10:30 da manhã.

Confira as paradas:

1º Parada – Lagoa Verde

Com uma água verde esmeralda, a Lagoa Verde é o refúgio dos Abudefduf e possui uma biodiversidade marinha impressionante, ideal para a prática do snorkeling.

Não há praia, mas uma pequena extensão de areia e pedras.

lagoa-verde-Ilha-grande
(Lagoa Verde | Foto: Banco de imagens)

A água tem uma temperatura super confortável e só de estar lá, já vale todo o seu investimento no passeio.

2º Parada – Lagoa Azul

Essa é parada obrigatória, ir na Ilha Grande sem ir na Lagoa azul, não é ir na Ilha Grande.

Lagoa Azul - Ilha Grande
(Lagoa Azul – Ilha Grande | Foto: Banco de imagens)

Lá é o refúgio de águas rasas e transparentes, formada pela proximidade de pequenas ilhas na localidade conhecida por Freguesia de Santana que é formada pelas ilhas do Macaco, Comprida, Pombas, Redonda, Arpoador e Aroeira. Por causa de seu visual deslumbrante, de água límpida, azul turquesa, com milhares de peixinhos a sua volta, que só fazem aumentar a beleza dessa lagoa perfeita, os moradores da região passaram a chamá-la de Lagoa Azul. Devido à semelhança com Port Antônio (Jamaica), lugar onde foi encenado o famoso filme “A Lagoa Azul”.

O local, é um doce (ou salgado rs) refúgio, onde tudo parece ser revigorante, porque se experimenta a leve sensação de estar em pleno contato com as maravilhas de um lugar abençoado.

A Lagoa Azul foi eleita em segundo lugar, como uma das 7 Maravilhas da Ilha Grande.

Lembre-se: ela é considerada uma lagoa por não ter extensão de areia e pela baixa profundidade. 

3ºParada

Hungry Full House GIF

A parada para o almoço será em um restaurante na beira da praia, com uma vista maravilhosa e comida feita por um local. O prato típico da Ilha é o peixe com banana, existem várias formas de preparar, com certeza no restaurante terá uma deliciosa opção que é uma ótima pedida.

BÔNUS!

Saco do Céu 

Esse lugar é um bônus, o marinheiro vai entrar lá para fazer a parada do almoço ou fazer uma panorâmica da região, mas o tchan está no mix de praias, restaurantes, manguezais, simplicidade e sofisticação do local.

O mar é tão calmo, que se tornou o local de pernoite dos veleiros que navegam na região. No fundo do mar você encontra inúmeras estrelas do mar e em noites estreladas é possível avistar as estrelas na superfície da água.

É o local onde os melhores restaurantes da Ilha Grande estão localizados. Você pode chegar de helicóptero em um restaurante onde você pisa na lama para tomar banho de mar, ou ter um jantar romântico e sofisticado em outro que não possui energia elétrica e tirar um cochilo em uma das redes amarradas em árvores espalhadas pelo quintal do restaurante que tem a melhor moqueca da região.

O melhor disso tudo é que não é a estrutura que ganha, mas sim quem participa desse atendimento e preparo dos pratos. Essas pessoas são os Badjecos, pessoas que nasceram na ilha e aprenderam a cozinhar e a atender ao público com seus avós e parentes mais próximos. Se você parar e conversar com qualquer pessoa que te atenda, certamente ouvirá uma história inédita que aumentará sua paixão e curiosidade pelo local.

saco-do-ceu-ilha-grande-67
(Saco do Céu | Foto: Banco de imagens)

Esse lugar é o coração da Ilha. A maior parte do Saco do céu é manguezal, e a principal função ecológica de um manguezal é ser um berçário, vários animais marinhos que não vivem nesse ambiente, lá se reproduzem. O mangue é o habitat de várias espécies de caranguejos, ostras, mexilhões e cracas que se alimentam de fragmentos e detritos vegetais que filtram da água. Camarões e peixes se alimentam nos pequenos canais durante a maré alta. A garça e inúmeras outras aves que aproveitam a maré baixa para buscar peixes pequenos, crustáceos e moluscos. No manguezal também há mamíferos como a Lontra, uma boa pescadora, e répteis como o jacaré-de-papo-amarelo.  

Agora me diz, como não amar esses passeios da Ilha, que além das praias, te apresentam à uma fauna incrível e diversa?

Última parada: Praia da Feiticeira ou Camiranga

As duas praias estão localizadas na Enseada da Estrelas, a enseada responsável por “guardar” o Saco do Céu. 

O marinheiro decide em qual das duas  praias irá fazer a última parada do passeio, de acordo com quantidade de pessoas nas praias e posição do sol.

Praia da Feiticeira

 As águas cristalinas da pequena (50m de praia) e isolada praia da Feiticeira são perfeitas para um mergulho após o almoço. A areia dourada te convida a deitar ao sol e tirar um cochilo e a posição da praia é perfeita para contemplar o pôr do sol .

praia da feiticeira
(Praia da Feiticeira | Foto: Banco de imagens)

O  mesmo mérito da praia é concedido a Cachoeira da Feiticeira, com 13 metros de queda livre é um ótimo destino para os trilheiros e aventureiros. No passeio de meia volta você não terá tempo para visitar a cachoeira, mas com o acompanhamento de um guia apelidado de Índio, você poderá sair do Abraão caminhando, e em 1h e 20m de uma segura e linda trilha, você poderá descer na queda da “cachu” de rapel. O retorno pode ser de taxi boat, que organizam algumas saídas da praia.

Praia da Camiranga

 Com 400 metros de extensão, a Praia da Camiranga é a rainha dos mares na Enseada das Estrelas.    

camiranga
(Camiranga | Foto: Banco de imagens)

Seu nome foi inspirado em uma espécie muito comum na região (Urubu Camiranga), eternizado até em uma canção do maestro Tom Jobim, “Bôto”.

Esta praia de areias mais grossas e águas claras, localizada entre os costões na parte Sudoeste da Enseada das Estrelas, na foz do riacho Camiranga, tem densa vegetação e águas verdes, transparentes e mornas.

Por ser maior, essa praia te permite ficar mais à vontade para um “cochilo” mais afastado do grupo de passeio e um gelado banho de água doce do riacho que desemboca no mar .

A praia foi também o cenário para a lua de mel de Edward e Bella, no filme Amanhecer- parte 1  na Saga de Crepúsculo. 

Enseada das Estrelas

 Na época das grandes fazendas e engenhos de açúcar e aguardente, a enseada era o lugar na Ilha com o maior número de construções.

Suas praias são estreitas, quase sumindo na maré alta. Composta pelas praias da Camiranga, Perequê e Praia de Fora, a Enseada protege o Saco do Céu de toda tormenta e exposição a possíveis ameaças aos manguezais.

enseada das estrelas
(Enseada das Estrelas | Foto: Banco de imagens)

 

Ilhas Paradisíacas

Se nos passeios anteriores você conhece várias praias de Ilha Grande, nesse passeio você conhecerá outras Ilhas de Angra, navegando pelo canal que liga o continente a Ilha Grande.  

Ele é realizado em Lancha e a saída tem previsão para as 10:30 da manhã.

Cataguases

Localizada a menos de 500 metros do continente, é o cenário perfeito para aquela fotografia especial que vai ficar marcada na sua memória. A areia é tão branca que mais parece neve e a água que a cerca produz um espetáculo único, mesclando o verde com o azul. Resultado da limpeza das águas com o reflexo azul vindos da brancura de suas areias.

cataguases
(Ilha de Cataguases | Foto: Banco de imagens)

Sente e relaxe, pegue um sol e dê um mergulho, se você quiser, consegue contornar a ilha rapidamente, mas grande parte tem que ser a nado.

 A estrela da vegetação da ilha são as pitangueiras que, aliás, tem um fruto bem gostoso. Entre elas você encontra a única estrutura da Ilha, uma barraquinha que vende petiscos (e tem o melhor bolinho de peixe que você vai comer na sua vida) e bebidas.

O reconhecimento de sua beleza se dá em forma de campanhas publicitárias, novelas e comerciais que já fizeram deste cenário o protagonista de seus scripts.

Reza a lenda que moram cinco tartarugas lá, e você sempre as encontrará no banco de areia que liga a Ilha de Cataguases a Ilha do Peregrino.

Botinas

Com o formato de um par de sapatos, são duas pequenas ilhotas quase juntas (uma distância de mais ou menos 20 m). Seu principal atrativo é a água incrivelmente transparente, com o fundo de areia branca. Você precisará de um flutuador, também conhecido como macarrão. A profundidade chega a 10 metros e não possui faixa de areia nem praia, mas o cenário te convida para mergulho e snorkeling.

ilha-botinas
(Ilhas Botinas | Foto: Reprodução Monique Renne)

As Ilhas são tão parecidas, que são conhecidas como “Ilhas irmãs” ou “Ilhas Gêmeas”. Segundo a crença local, as ilhas eram apenas uma que fora dividida ao meio por um navio pirata.

Ilha da Gipóia

A segunda maior Ilha de Angra, só é menor que Ilha Grande. Aqui se concentra o glamour de Angra dos Reis, com praias badaladas e particulares, iates e veleiros servindo de hospedagem aos navegantes.

ilha da gipoia
(Ilha da Gipoia | Foto: Banco de imagens)

Dentista

A praia mais badalada de Angra. Com o verdadeiro nome de Jurubaíba, foi apelidada de Dentista em meio as muitas lendas que diferem entre si sobre a história da origem desse apelido. A gente pode perceber que os passeios em Ilha Grande além de paisagens naturais deslumbrantes, nos apresentam diversas curiosidades, lendas locais e fatos históricos sobre a região.

dentista
(Praia do Dentista | Foto: Banco de imagens)

 

Piedade

Nada mais nada menos que “A ilha de Caras”.

piedade
(Piedade / Ilha de Caras | Foto: Reprodução Monique Renne)

Caras é a revista mais famosa de ricos e famosos do Brasil, a Ilha de Caras é a concentração de requinte e beleza natural.

Super Sul

Os passeios que vimos até aqui ainda não nos levaram até o cantinho Sul de Ilha Grande. Mas calma, tem passeios para te levar em todas as partes de Ilha Grande e é no Super Sul que você conhecerá esse outro extremo da ilha. Ele é aconselhado para quem gosta de aventura, história e mergulho. Navegamos por uma região de mar nem sempre tão calmo, porém visitamos pontos  de muita importância para história e conhecimento da Ilha Grande mundialmente.

Ele é realizado em Lancha e a saída tem previsão para as 10:30 da manhã. 

Vamos as paradas?

Ilha do Jorge Grego 

Conta-se que há muito tempo um corsário grego que navegava nas proximidades da ilha naufragou e toda tripulação morreu com exceção do capitão, Jorge, sua filha e seu marinheiro de maior confiança. 

Viveram isolados na ilha por muito tempo, até que um dia o marinheiro e a filha de Jorge tiveram um envolvimento sentimental. 

Jorge foi tomado pela fúria, matou os dois e em seguida, atirou-se do penhasco ao mar, desaparecendo e dando origem a essa lenda, que originou o nome da ilha. 

Hoje é um dos lugares mais incríveis para a prática de mergulho na região.

ilha-de-jorge-grego-ilha-grande-2
(Ilha de Jorge Grego| Foto: Banco de imagens)

 

Caxadaço

Dessa aqui, já falamos antes. É uma prainha deserta rodeada de imensas rochas formando uma piscina natural. Esconderijo dos piratas, a praia não é vista por quem não conhece a região, sendo uma verdadeira surpresa aos turistas quando avistam a charmosa praia de água azul e areia branquinha. Tão linda que aparece em mais de um dos passeios da Ilha.

 

Dois Rios (almoço)

 A praia de Dois Rios é aproximadamente um quilômetro de mistério. O verde esmeralda das águas e as ondas que se formam com o vento do mar aberto, nos fazem viajar em cada onda que quebra no banco de areia. Dois Rios é uma praia mágica.

dois rios
(Dois Rios | Foto: Banco de imagens)

De cada lado desta praia existe um rio, por isso o nome “Dois Rios”. A água dos dois rios se unem com a água do mar e formam as conhecidas Barra Grande e Barra Pequena. Os rios banham um extenso manguezal, como no Saco do Céu. 

Com um vilarejo de aproximadamente 150 pessoas, aqui teremos maravilhosas opções de almoço, onde você comerá na varanda de um morador que irá te acolher como se fosse de casa.

Por ser rica em história, cultura e biodiversidade a região é uma área de estudo de Universidades Federais do país.

Aqui possuem dois museus, um do “Modo Caiçara de ser” e o outro do antigo presídio da Ilha Grande, Instituto Penal Cândido Mendes.

Inicialmente chamado de Colônia penal de Dois Rios, o Instituto Penal Cândido Mendes abrigou presos políticos e comuns, como: Madame Satã, Escadinha e Graciliano Ramos, que aqui escreveu Memórias do Cárcere .

Graciliano Ramos de Oliveira, nascido numa grande família de classe média, foi um memorialista, contista, jornalista, político, cronista e romancista brasileiro do século XX.

Lopes Mendes

3 km de praia e sombra. Aqui você se depara com todos os tons de azul e verdes existentes no planeta. Nesse passeio, descemos no cantinho mágico de Lopes, um refúgio dos peixes pela sua grande proteção de vento que deixa a água sempre calma, como uma piscina. Eleita uma das sete praias mais bonitas do mundo, nesse passeio você conhecerá Lopes Mendes por trás da arrebentação.

lopes mendes
(Lopes Mendes | Foto: Banco de imagens)

 

E aí? Já decidiu qual dos passeios da Ilha você vai fazer? Ou vai fazer todos?

 

Nossa missão na Top Transfer é conectar as pessoas aos seus destinos, para que elas colecionem experiências incríveis e belas recordações. Já sabe como chegar na Ilha? A Top Transfer te leva lá. Se gostaram dos passeios, façam sua reserva conosco e sigam nossas redes sociais para ficar por dentro de tudo o que acontece na Ilha:

Instagram Top Transfer

Facebook Top Transfer

E lembre-se: Da natureza nada se tira além de fotos, nada se deixa além de pegadas e nada se leva além de saudades! A manutenção deste paraíso também depende de VOCÊ!

Divirta-se e aproveite muito!!!

 

 

 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.